domingo, 2 de dezembro de 2007

E há um ano atrás...



Dia 2 de dezembro de 2006 era o dia que ía dividir a minha vida. A partir daquele dia ía ser tudo diferente e eu sabia que tudo iria mudar. Era o final de uma espera de uns 3 anos, um sonho começando a se concretizar. Dia da minha passagem... Do meu vôo direto pra NY.

O quanto eu esperei por isso, o quant
o eu quis isso... Desde pequena dizia que eu não ía morar no Brasil. Eu tenho o mundo pra conhecer e já vivi 22 anos na minha cidade, Porto Alegre.

Amo Porto Alegre, como todos os gaúchos qu
e tem orgulho de sua terra. Mas o mundo é imenso... E eu tenho sede de conhecer novos lugares, novas culturas, diferentes idiomas.

Voltando há um
ano atrás. Me lembro daqueles últimos dias no Brasil... Um medo misturado com uma empolgação. A despedida no Snooker... Dar tchau pra todo mundo sem saber quando vai ver de novo. E a despedida no aeroporto... Essa foi foda! Só os mais próximos. Abraçar meus pais sem saber quando eu ía poder fazer isso de novo. Abraçar a minha melhor amiga, a Lara, sem saber quando poderia abraçar ela de novo. E com todas essas pessoas eu cortaria o contato físico. E isso nunca tinha acontecido antes.

Me lembro até hoje como essa história de viagem começou. Me lembro das inúmeras vezes que eu sentei pra conversar com o meu pai sobre o assunto. Que saudade desses momentos... Nós dois em Ipanema tomando uma cervejinha... Porque quem lê isso "conversando com o meu pai" imagina aquele pai... Que parece uma figura acima de tudo e de todos e que não se pode tratar como um amigo. Meu pai é diferente! É aquele que se toma uma cerveja na tarde de sábado e se conversa sobre qualquer coisa. Minha família faz uma falta...

Antes de ir embora, minha
mãe me deu um livro. É engraçado... Lembro que esse livro já me ajudou muito em dias difíceis em Connecticut. E lembro que quando ela me deu ela pediu que eu só abrisse no vôo SP - NY. Ela tinha escrito uma carta pra mim. Já no vôo Porto Alegre - SP abri o livro e li a carta. Choreeeeeeeeeeei... Me lembro que chorei quase o vôo todo. E última frase da carta é algo que não tem como esquecer "Segue teu caminho." Já li muuuuitas vezes... Sempre me conforta quando leio. E ela escreve super bem... Aquela carta é impossível de ler sem chorar...

Lembro do medo de pegar o vôo internacional sozinha! Sozinha pra fazer o check in... E me lembro da cena de o
avião chegando em NY. Essa cena eu não vou esquecer nunca! NY amanhecendo... de cima. A sensação... Não tem como definir o que eu senti na hora.

E esse ano passou super rápido pra mim, mas ao mesmo tempo, muita coisa aconteceu. Por muitos lugares eu passei, muitas pessoas passaram pela minha vida, muitas brigas, muitas festas, muitas risadas, muitas compras, muitas descobertas, muitos sentimentos... Esse ano foi o começo de uma fase totalmente nova na minha vida. Foi o começo de um sonho. E a cada dia que eu me deparo com mais um sonho realizado, tudo faz muito sentido. Vale a falta de casa, a falta da família... Tudo isso tá lá, como diz minha família. Sempre vai estar.

Por enquanto eu vivo por aqui... Descobrindo e realizando coisas novas todos os dias. Amo a vida que eu tenho aqui. Gostaria de poder juntar tudo que eu gosto do Brasil com as coisas daqui. Mas aí seria perfeito... Redondinho demais. Acho que a vida perderia a graça.

Nesse dia em que completa um ano, eu quero lembrar de todas as minhas conquistas pessoais. De todos os medos que eu venci. De todas as barreiras que eu ultrapassei. E pensar que no final, isso tudo é mérito meu. Que eu que achava que fosse uma fraca, descobri que sou forte. Que passei por momentos do cão aqui... e dei a volta por cima. E queria dizer que eu amo todos que estão no Brasil. Que fazem muita falta... E graças a internet, o contato aumenta e possibilita o contato diário, fazendo amenizar um pouco a saudade. Mãe, pai, Leca, tios, tias, vô, vó, primos, primas, Diego (cunhado também é família!), Lara, Rita, Júlia, Felipe, Michel, Xandy, Viviam... Todas essas pessoas fazem uma falta. E eu amo muito vocês... Independente da distância!


E que seja... O PRIMEIRO DE MUITOS!



14 comentários:

Rita Copetti de Queiroz disse...

"Por enquanto eu vivo por aqui... Descobrindo e realizando coisas novas todos os dias. Amo a vida que eu tenho aqui. Gostaria de poder juntar tudo que eu gosto do Brasil com as coisas daqui. Mas aí seria perfeito... Redondinho demais. Acho que a vida perderia a graça."

Isso defini tudo! Feliz um ano de Estados Unidos!!! Iuuuuupyyyyy!!!!!


Esqueceu que eu tbm escrevi uma carta pra ti? ehehe! bjinhoooo

Igor Terres disse...

Muito bem escrito esse post!

Elissa, tu nem faz idéia de quem eu seja, ou faz. Enfim, to indo pra Orlando agora, trabalhar na Universal. Quem sabe a gente se pecha aí pela Califa um dia...

Elissa Cabrera disse...

Sei sim quem tu é!
E eu tenho um casal de amigos que tá indo pra Universal! De Porto Alegre também.

Vou estar por aqui... Vem certo! No verão... Porque agora tá fazendo friiiiiio.. 8c ontem de noite.. Tava foda!

Rita Copetti de Queiroz disse...

isso ai, intercambio de amigos!

Elissa Cabrera disse...

Hauhauhauhauhauhauhauhaua....
O Igor já não trabalhou no Mohegan? Ou foi o Pablo?



Me perdi!

Rita Copetti de Queiroz disse...

Foi o Pablo que trabalhou por ai, mas era no cassino? Não era no restaurante?

Elissa Cabrera disse...

Provavelmente era num restaurante dentro do cassino. Acho que foi o Mohegan, que é bem pertinho do Fox.

Rita Copetti de Queiroz disse...

o abobada da enchente... ele tava la do outro lado na outra costa... ehehehe!!

Amanhã o Igor vai!

Igor Terres disse...

Tá, já sabe quem eu sou, melhor assim...

O Pablo estava trabalhando em South Lake Tahoe! Razoavelmente perto de onde tu estás. Era no Harrah's, conhece?

Quem é o casal de amigos?

Intercâmbio de amigos...

Elissa Cabrera disse...

O casal é o Jean e a Gisele. Ele cresceu comigo... A Rita já deve ter ouvido falar. Filho da Diva, sabe Rita?
Mas alguém trabalhou no Mohegan! Eu tenho certeza!!!!

Rita Copetti de Queiroz disse...

A MARLISE NAO TRABALHOU NO MOHIGAN???????


acho que lembro elissongas.. mas tbm nao tenho certeza!!

Elissa Cabrera disse...

Não.... A Marlise trabalhou no Fox também.

Elissa sai da sala.

Total chat do Zaz agaaain!

Beti Copetti disse...

Lindo texto, Elissa. E emocionante. A Íria deve ter desidratado de tanto chorar!!!
Boa sorte, guriazinha!!!!

Elissa Cabrera disse...

Desidratou mesmo! huahuhuahuahuaa...
Valeu... as coisas vão se ajeitando por aqui.