domingo, 20 de janeiro de 2008

Choradinha básica no banheiro...

Ontem foi mais um dia desses. Stress... choradinha no banheiro, pensando em voltar pro Brasil correndo... Mas depois passa.

Me estressei lindo com a minha colega de trabalho ontem. A querida é alcoólatra... então quando ela não bebe ela fica nervosinha. E ontem foi um desses dias... que ela queria matar um.

Ela deu pitis gritando comigo por nada... Tudo que ela tava ma falando era aos berros! E americano tem um sério problema... eles acham que todo mundo que não fala inglês fluente, é imbecil. E foi assim que ela me tratou ontem, como uma imbecil, uma retardada. Aí vem tudo na cabeça... por que eu tô aqui? Por que não volto? Por que tô longe da família? Por que escolhi engolir sapos como esse???


Mas nada que uma choradinha no banheiro não resolva, não é mesmo? Vai lá... chora até passar, lava a cara... pensa que é melhor que todo mundo naquela porra de lugar e volta com a cabeça erguida.


Não tenho dúvidas sobre as minhas decisões... Mas a vida no exterior não é um morango, e esse é um dos perrengues que se passam.


Fazer o que?


Estamos aqui pra aprender... e a cada uma dessas que me acontecem, me torno mais forte.


Eu honey, se fosse americana, não tava trabalhando de garçonete... ela tá.


O que tenho dizer sobre isso?


White trash, fazer o que?!?!?


Bjinho pra vocês...

6 comentários:

Rita Copetti de Queiroz disse...

Quando li o título já pensei.. ihhh trabalho...

Ahh Elissa, estar longe de casa que afeta mais, aqui tbm tem isso, e tu sabe bem como é... tem gente assim em todo lugar!
Quando acontecer de novo (e vai acontecer) pensa em tudo que tu ja conseguiu ai, em todos os lugares legais que tu tem pra conhecer ainda, de todas as coisas que tu tem pra conquistar!
Saudade de casa, do abraço da tua mãe, das tardes sem nada pra fazer vendo tv, dos amigos daqui... afff... isso tudo tu vai sentir ao contrario quando tu voltar. Vai ter saudade das coisas daí, das pessoas daí, do transito, do teu carro, do jeito sem noção desse país.

Mas é assim quando agente gosta de uma coisa sempre sofre por ela, mas por isso que e legal!!

Te adoro, to com saudade, mas eu quero ir praí, nada de tu vir pra cá!!!

bjinho amiga querida!

Daah disse...

Ih, que mulher besta.
Não desista de nada por essas pequenas coisas viu?
Por mais que seja muuuito foda de aguentar.

Lara disse...

Lindaaaaaaaaaa! Não fala isso que eu fico mal... É foda saber que tem alguém maltratando a minha amiga e que eu não posso fazer nada pra ajudar...
Mas faz assim ó: chama ela de puta, vadia, cadela, china de beco, fanfarrona etc etc etc... e ela não vai entender nada! Aí tu se pergunta: quem é a imbecil aqui? Quem é a ignorante que em tantos anos de vida nunca nem sequer tentou aprender uma lígua a mais? Faz assim, vira as costas pra ela e mostra o quanto o teu cabelo ba-lan-ça! Hahahahaha!
Cabeça erguida, porque baixar a cabeça é pra fracos... Depois, quando tu chegar em casa e tiver rodeadads de pessoas REALMENTE importantes, aí tu chora até não querer mais, num colinho agradável e quentinho! Vê se melhora, tá?!

Te amo muitão!
Bjos!

Rita Copetti de Queiroz disse...

Viu que bonitinho... AMIGAS BACANAS que tu tem viu!

bjooooo

Elissa Cabrera disse...

Ai que booooom isso!!!
Já tô melhor, foi só no dia... que foi foda...
Ontem ela tava lá no bar, cheia do trago... tava toda querida!
Hauhauhauhauhauhaa...
Mal falei com ela... Bem seca na real...
Tipo, considerava ela bem legal... Agora é só colega de trabalho.
Americano é bicho estranho...
Hauhauhauhauhauhaua...
Amo vocês... que saudade das minhas amigas!!!!!!!

Rita Copetti de Queiroz disse...

Americano...
Ahh.. problemas com bebida é foda guria.. qualquer tipo de vicio estraga o convivio social das pessoas nao adianta!